Exposição Amélia Rey Colaço comissariada por investigadoras do ICNOVA

A assinalar os 120 anos do nascimento da atriz Amélia Rey Colaço (1898- 1990), o Teatro Nacional D. Maria II convidou duas investigadoras do ICNOVA, Teresa Mendes Flores e Cláudia Madeira, em colaboração com Filipe Figueiredo, do Centro de Estudos Teatrais da Universidade de Lisboa, a comissariarem uma exposição de fotografias da atriz.

A pequena mostra procura explorar as relações entre fotografia e teatro e sublinhar o modo como Amélia Rey Colaço, desde cedo, teve consciência das potencialidades do dispositivo fotográfico. De facto, podemos encontrar nesta exposição as fotografias que a atriz usou para a ajudar no processo de construção da sua primeira personagem enquanto atriz profissional de teatro.  Trata-se da personagem “Marianela”, da peça homónima, que Amélia Rey Colaço estreia no Teatro República (atual Teatro Municipal D. Luís), em novembro de 1917, então com 19 anos. Este processo de performance para a câmara é, hoje, ainda, usado pelos artistas.

Encontramos também fotografias que procuram evidenciar as relações entre o dispositivo fotográfico, e o seu enquadramento enquanto palco da representação, e o palco teatral, ambos com as suas luzes, adereços e cenários.  Enquanto empresária de teatro, à frente da Companhia Robles Monteiro/Rey Colaço e dos destinos do teatro Nacional entre 1929 e 1974, Amélia Rey Colaço manda integrar fotografias das peças representadas nos livros de registo dessas peças, como documento visual. A fotografia é, ainda, elemento importante para a promoção das peças e para a construção dos atores enquanto celebridades.

A exposição pode ser visitada no teatro Nacional D. Maria II, entre 2 de março a 30 de setembro, no foyer do teatro, meia hora antes de cada espetáculo, para portadores de bilhete.

Mais info: http://www.tndm.pt/pt/calendario/exposicao-amelia

2018-04-03T13:12:27+00:00Março 9th, 2018|Categories: ICNOVANotícias|