Conferência MPM 2018: “Monitorizar o pluralismo dos media na Europa: entre velhos riscos e novas ameaças”

7 de dezembro, Centro de Congressos Albert Borschette. Rue Froissart 36. 1040 Etterbeek. Bruxelas. Bélgica

O ano de 2017 foi marcado pelo assassinato, em Malta, da jornalista Daphne Caruana Galizia, um acontecimento que representou um dos momentos mais sombrios para a liberdade de imprensa e pluralismo dos media na União Europeia nos últimos anos. Em 2018, outros jornalistas na linha de frente, Jan Kuciak e Viktoria Marinova foram assassinados na Eslováquia e na Bulgária. Estes crimes abalaram profundamente a Europa e tiveram um impacto na sua imagem como bastião dos direitos humanos e dos valores democráticos.

Vários anos de monitorização do pluralismo dos media e da liberdade na Europa, pelo Media Pluralism Monitor (MPM) mostram claramente que nenhum país está livre de riscos decorrentes de condições políticas, económicas ou legais para os media e o jornalismo. O que é preocupante é que as últimas notícias mostram uma deterioração na maioria das áreas cobertas pelo MPM. Em particular, um aumento do risco para a área de Proteção Básica, que abrange as condições essenciais para uma sociedade democrática, incluindo a segurança dos jornalistas e a proteção da liberdade de expressão.

Além das fontes “tradicionais” de riscos para o pluralismo dos media, o ambiente digital contemporâneo cria novos desafios. A importância crescente de alguns intermediários digitais e plataformas sociais afeta fortemente as notícias, a sua distribuição e os hábitos do público. Abriu uma caixa de Pandora de ameaças, como disseminação de desinformação on-line e discursos de ódio, abuso de dados pessoais na política, moderação de conteúdo não transparente, violações de neutralidade da rede, etc.

O objetivo deste evento é duplo: primeiro, apresentar e discutir as mais recentes conclusões do Media Pluralism Monitor (MPM 2017); e, segundo, discutir, com académicos, especialistas, partes interessadas e decisores de políticas de diferentes partes da Europa – os desafios relacionados com o digital, tentando abordar possíveis maneiras de medir tais riscos, como pré-condição para agir sobre eles.

Mais informações: http://cmpf.eui.eu/event/save-the-date-cmpf-annual-conference-brussels/?instance_id=36

2018-11-03T21:55:14+00:00Novembro 3rd, 2018|Categories: ICNOVANotícias|