Disponível novo número da Revista Portuguesa de História da Comunicação

Está disponível em acesso livre a Revista Portuguesa de História da Comunicação sobre “Fake-news| 25 de Abril | Cinema e Propaganda | Jornalismo popular no Brasil  e Juscelino Kubitschek”, editada pelos coordenadores do GT de História da Comunicação da Sopcom, Patrícia Teixeira (ICNOVA) e Vasco Ribeiro (FLUP).

Segundo os coordenadores, “atualmente, o jornalismo tem caminhado para parte incerta e atravessa, certamente, uma das maiores crises de sempre. Entre os múltiplos fatores desta crise do jornalismo há um denominador comum evocado por Steed: a perda de independência. Pois o jornalismo está hoje ainda mais dependente das relações com o poder económico e financeiro, numa consequência direta da falência do seu modelo de negócio; depende dos conteúdos produzidos pelo campo da propaganda e das relações públicas, que inundam as redações criando uma subsidiodependência de conteúdos; depende de conteúdos frívolos, fúteis e de instantâneo agrado, pois é a única forma de criarem o imperativo share junto do grande público; depende das redes sociais na disseminação dos seus conteúdos, num ato de anulação da sua própria condição de canal de profusão; e depende de toda uma série de outros vetores que passam, até, por travestir a notícia, pilar fundamental de toda esta atividade, de funções completamente antagónicas à sua identidade, ou seja: mentir. No epíteto anglo-saxónico, as fake-news que abundam no espaço público são um dos mais duros ataques ao jornalismo e um forte contribuído para o agudizar 7 desta crise, pois criam nociva confusão na opinião pública que a impossibilita de conseguir “separar o trigo do joio”. Uma amálgama onde ninguém percebe onde termina a informação e começa a promoção ou, usando a mesma equação, o noticiário e o entretenimento, a coragem e a subserviência e, principalmente, a subordinação e a independência.

Foi perante toda esta inquietação e instabilidade no campo do jornalismo que partimos para a terceira edição da Revista Portuguesa de História da Comunicação. A equipa de editores decidiu, por isso, olhar para a História na expectativa de melhor compreender o futuro do jornalismo…”.

Revista n. 3 disponível em: http://www.revistahc.sopcom.pt/edicao/287?fbclid=IwAR2mDlzcUkHTB9gdOkK0-AxppoE8_z2NVlgPXhzCLM0fNZhj6Zk-7ox9SPA

A chamada para o número 4 abrirá em breve.

2019-01-07T15:35:56+00:00Janeiro 7th, 2019|Categories: ICNOVANotícias|