Rádios piratas revisitadas

Luís Bonixe, investigador do ICNOVA e especialista na área da Rádio, assina em coautoria com Paula Cordeiro, professora do ISCSP e antiga Provedora do ouvinte da RDP, o artigo “30.º aniversário da legalização das “rádios piratas” – Pirata, Local, Global; Que rádio no Século XX?”, na revista JJ – Jornalismo e Jornalistas, nº 68 , de Outubro/Dezembro de 2018.

“Na aldeia global, o tempo e o espaço não existem. Na rádio local também não, mas não pelos motivos que se imaginam. São mais de 40 anos de uma vida que começou por ser pirata e se legalizou num contexto que não previa o aparecimento da internet ou da concentração dos média, menos ainda da sua transformação em grandes empresas. Eram tempos em que a rádio significava voluntarismo e paixão. O que mudou, entretanto, no panorama das rádios locais em Portugal, 30 anos depois da legalização das “piratas”?”

+ info: http://www.clubedejornalistas.pt/wp-content/uploads/2019/01/JJ68.pdf?fbclid=IwAR0Q6Js6VyQqze3i0iFXpEqP8-5ffX20KP8srJuYF9PTHYVbNoSXpwVVwf4

2019-02-04T21:03:14+00:00Fevereiro 1st, 2019|Categories: ICNOVANotícias|