Projecto Blackbox apresenta Documentários e Plataforma 360 graus sobre coreógrafos João Fiadeiro e Rui Lopes Graça

O projecto BlackBox Arts&Cognition apresenta na próxima segunda-feira, dia 11 de Março, os documentários O que fazer daqui para trás (2017) e Um olhar sobre os bastidores de “Quinze Bailarinos e Tempo Incerto” (2019), desenvolvidos no âmbito da investigação sobre o trabalho dos coreógrafos João Fiadeiro e Rui Lopes Graça. O evento, que terá lugar das 14h às 17h no Auditório 1 da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, inclui ainda a apresentação de uma plataforma de visualização em 360 graus desenvolvida pelo projecto BlackBox sobre o espectáculo da Companhia Nacional de Bailado “Quinze Bailarinos e Tempo Incerto”.

O evento, que conta com a presença da investigadora principal do projecto BlackBox Carla Fernandes e da equipa interdisciplinar de investigadores, tem início às 14h com a projecção do documentário O que fazer daqui para trás (2017), que aborda o método de composição do coreógrafo João Fiadeiro e acompanha de muito perto o processo criativo da peça com o mesmo nome, co-criada pelo coreógrafo e cinco performers. O fio condutor são as 4 fases de composição que Fiadeiro identifica como o seu modus operandi coreográfico: Afecto; Formulação; Dispositivo e Dramaturgia. O documentário é o resultado do primeiro estudo de caso do projecto BlackBox que durante 4 meses acompanhou o coreógrafo e restantes criadores desde as primeiras conversas no estúdio Re.Al à estreia da peça no Teatro Maria Matos, em Novembro de 2015.

Às 15h é projectado o documentário Um olhar sobre os bastidores de “Quinze Bailarinos e Tempo Incerto” (2019), criado a partir do material resultante do segundo estudo de caso do projecto BlackBox, que incidiu sobre o trabalho do coreógrafo Rui Lopes Graça dentro da Companhia Nacional de Bailado (CNB). O documentário aborda especificamente o processo criativo da peça “Quinze Bailarinos e Tempo Incerto”, da autoria do artista visual João Penalva e com direcção coreográfica de Rui Lopes Graça, apresentada pela CNB em Outubro de 2016 no Teatro Camões.

Após a projecção deste documentário, e ainda sobre a peça “Quinze Bailarinos e Tempo Incerto”, o projecto BlackBox apresentará uma plataforma de visualização em 360 graus, um novo conceito para estudar os processos criativos na área da dança/performance usando uma câmara de 360 graus e anotações interactivas e animadas. Nesta plataforma é possível visualizar os resultados obtidos, estando disponível para computador, dispositivos móveis e óculos VR através do website do projecto: http://blackbox.fcsh.unl.pt/360/index.html

O BlackBox Arts&Cognition é um projecto com a duração de 5 anos sediado na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e que conta com financiamento do European Research Council. O seu objectivo é analisar as estruturas conceptuais específicas de criadores na área das artes performativas, cruzando as abordagens empíricas de artistas contemporâneos com teorias da comunicação multimodal (interacção humana, estudo dos gestos, ciência cognitiva), estudos da performance e tecnologias de visualização. O projecto pretende assim documentar e divulgar os processos de composição de uma performance artística, baseando-se para isso em casos específicos de coreógrafos nacionais.

Mais informação sobre o projecto e a equipa pode ser consultada aqui: http://blackbox.fcsh.unl.pt/

::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

PROGRAMA | 11 de Março

14h | O que fazer daqui para trás (2017)

15h | Um olhar sobre os bastidores de “Quinze Bailarinos e Tempo Incerto” (2019)

16:15 | Apresentação da Plataforma “Quinze Bailarinos e Tempo Incerto 360º” (2018)

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

O Que Fazer Daqui Para Trás [What To Do With What Remains]

Documentário, 2017

 

Link para filme completo: https://vimeo.com/191656885

Este documentário aborda o método de composição do coreógrafo João Fiadeiro e acompanha de muito perto o processo criativo da peça “O Que Fazer Daqui Para Trás”, co-criada pelo coreógrafo e cinco performers. O fio condutor são as 4 fases de composição que Fiadeiro identifica como o seu modus operandi coreográfico: Afecto; Formulação; Dispositivo e Dramaturgia. Foram 4 meses de filmagens desde as primeiras conversas no estúdio da Re.Al à estreia da peça no Teatro Maria Matos, em Novembro de 2015.

Os autores trataram também neste filme de olhar para trás e decidir o que fazer com uma acumulação imensa de horas de registo vídeo, que não descansavam quietas nos discos de “memória externa” do projecto BlackBox, Arts&Cognition Lab.”

Ficha técnica

Uma ideia de: Carla Fernandes
Realizado por: Stephan Jürgens e Carla Fernandes
Produzido por: Carla Fernandes e Stephan Jürgens
Assistente de Produção: Liz Vahia
Direcção de Arte e Supervisão Técnica: Francisco Henriques
Edição: Rita Campos
Motion Graphics: João Pedro (blackframe)
Correcção de Cor: Rui Barros
Gravação de voz, Sound Design e Pós-Producção: Pedro Manteigas (blackframe)
Locução: Amanda Booth
Legendas: Sérgio Brás d’Almeida, André Silva Santos e Liz Vahia

“O Que Fazer Daqui Para Trás” é uma peça de João Fiadeiro apresentada em 2015.

Co-criação: Adaline Anobile, Carolina Campos, Daniel Pizamiglio, Iván Haidar e Márcia Lança

Participantes do workshop em Castelo Branco:
Ana Gil, Ana João Cavalheiro, Andreia Silva, Joana Cotrim, Joana Martins, Maria Belo Costa, Nuno Leão, Rita Pestana, Tânia Bento e Sónia Correia.

 »»»»»»»»

Um olhar sobre os bastidores de “Quinze Bailarinos e Tempo Incerto” [A Backstage view of ‘Fifteen Dancers and Changeable Tempo’]

Documentário, 2019

O documentário Um olhar sobre os bastidores de “Quinze Bailarinos e Tempo Incerto” (2019) foi criado a partir do material resultante do segundo estudo de caso do projecto BlackBox, que incidiu sobre o trabalho do coreógrafo Rui Lopes Graça dentro da Companhia Nacional de Bailado (CNB). Este documentário aborda especificamente o processo criativo da peça “Quinze Bailarinos e Tempo Incerto”, da autoria do artista visual João Penalva e com direcção coreográfica de Rui Lopes Graça, apresentada pela CNB em Outubro de 2016 no Teatro Camões.

Ficha técnica

Produzido por: Carla Fernandes
Assistente de produção: Liz Vahia
Edição & Pós-produção: André Silva Santos
Consultor de edição: Vito Evola
Captação vídeo por:  Liz Vahia, Joanna Skubisz. Vito Evola, Carla Fernandes, Cláudia Ribeiro, Rafael Kuffner, Stephan Jürgens, David dos Santos, Sérgio Brás d’Almeida
Legendas: André Silva Santos, Vito Evola, Liz Vahia

“Quinze Bailarinos e Tempo Incerto” é uma peça do artista visual João Penalva com direcção coreográfica de Rui Lopes Graça, apresentada pela Companhia Nacional de Bailado no Teatro Camões em Outubro de 2016.

Elenco da Companhia Nacional de Bailado: Almudena Maldonado, Andreia Mota, Inês Ferrer, Inês Moura, Isadora Valero, Leonor De Jesus, Miyu Matsui, Tatiana Grenkova, Aeden Pittendreigh, João Pedro Costa, Kilian Smith, Kilian Souc, Lourenço Ferreira, Sergio Navarro, Tiago Coelho.

»»»»»»»»

 Plataforma “Quinze Bailarinos e Tempo Incerto” 360 [‘Fifteen Dancers and Changeable Tempo’ 360] 

O projecto BlackBox Arts&Cognition criou um novo conceito para estudar os processos criativos na área da dança/performance usando uma câmara de 360 graus e anotações interactivas e animadas. A plataforma Quinze Bailarinos e Tempo Incerto 360º convida o público em geral a descobrir a peça “Quinze Bailarinos e Tempo Incerto” de João Penalva e Rui Lopes Graça, apresentada em 2016 pela Companhia Nacional de Bailado. Esta peça constituiu o segundo estudo de caso do projecto BlackBox, cujo processo de criação foi acompanhado pela equipa de investigadores desde o seu início até à estreia.

A plataforma e o vídeo em 360 graus foi concebido e realizado por Stephan Jürgens (BlackBox) e Roger Oliveira (Space Tailor), e produzido por Carla Fernandes (coordenadora do BlackBox Arts & Cognition Project).

A Plataforma está acessível online: http://blackbox.fcsh.unl.pt/360/index.html

 

2020-04-06T22:17:59+00:00Março 6th, 2019|Categories: #PCConferências, GI P&C, ICNOVAEventos|