Conferência Internacional “Fields of collaboration in contemporary art practices” com chamada de comunicações prorrogada até 15 de junho

O ICNOVA, IFILNOVA e IHA organizam a Conferência Internacional  “Fields of collaboration in contemporary art practices”, que terá lugar na Culturgest, Lisboa, de 19 a 20 de novembro de 2019. A comissão organizadora convida a comunidade científica a participar neste encontro que explora as dimensões histórica, sociológica e estética das práticas artísticas colaborativas. A chamada de comunicações foi prorrogada até 15 de junho.

Poderá toda a arte ser considerada colaborativa? O que terá motivado tantos artistas, nas últimas décadas, a se organizarem em coletivos ou a participarem em projetos colaborativos? Terá a colaboração nas artes um papel preponderante na redefinição do campo artístico e na produção de novas subjetividades? De que modo as práticas artísticas colaborativas vêm questionar o mito do génio criativo e do artista individual?
A colaboração nas artes é, sem dúvida, um fenómeno global – sublinham autores como Grant Kester (2011) – que emerge ciclicamente, sobretudo em momentos de grande incerteza. Estas práticas estão muitas vezes associadas a uma reflexão sobre os próprios modos de produção da arte, bem como a uma maior liberdade de experimentação formal e autoral. Ainda assim, é sintomática a escassez de estudos sobre o já longo desejo dos artistas de trabalharem em grupo e partilharem uma voz coletiva (Stimson, Sholette, 2007). Para além disso, é igualmente notória a cooptação dos processos de colaboração no contexto do capitalismo, no sentido da flexibilização e precarização do trabalho (Deleuze, 1992; Chiapello, Boltanski, 2007). À luz destas contradições, revela-se oportuno refletir sobre o papel da colaboração no contexto socioeconómico atual, e particularmente sobre o modo como as artes poderão contribuir para criar uma outra percepção acerca do potencial e do valor das práticas colaborativas (De Wachter, 2017).
Neste sentido, convidam-se artistas, investigadores e artistas-investigadores a partilharem propostas de reflexão que explorem práticas artísticas em que a colaboração se apresenta, por um lado, como impulsionadora da criação artística e, por outro, como um campo de experimentação capaz de problematizar processos estéticos, questões de autonomia, de organização, modos de produção e de circulação, entre outras questões suscitadas pelas práticas artísticas colaborativas no contexto transdisciplinar das artes plásticas.

Procuram-se propostas que explorem as dimensões histórica, sociológica e estética das práticas artísticas colaborativas, considerando as seguintes questões e privilegiando-se a articulação entre elas:
-Condições específicas das práticas colaborativas: meios, metodologias, estratégias, contexto económico e cultural, ações/linhas de orientação comuns, semântica colaborativa;
-Relação com as políticas públicas e o mercado: sinergias, antagonismos e procura de alternativas;
-Desafios, conflitos e processos de tomada de decisão no contexto dos coletivos e de outras práticas de colaboração artística;
-Concepções de autoria;
-Contributo das práticas colaborativas para a redefinição dos modos de operação do campo artístico;
-Novas formas de agenciamento: a influência das práticas artísticas na colaboração sob uma perspectiva social mais alargada;
-Relação com a experimentação de novas formas políticas de autogoverno fora do âmbito artístico e diferentes concepções de “comum”;
-Aspetos formais que distinguem, ou não, obras produzidas em colaboração de obras produzidas em outros regimes de autoria;
-Relação com diferentes regimes de experiência estética por parte dos espectadores, incluindo a extensão da colaboração ao público, através de mecanismos de participação;
-A tensão entre o juízo estético e o juízo ético na recepção crítica das obras de arte colaborativas.

As propostas devem ser enviada para camposdecolaboracao@gmail.com e incluir os seguintes ficheiros:
– Um ficheiro pdf com o nome do autor, título da proposta, endereço de email, afiliação institucional e biografia curta (100 palavras);
– um segundo ficheiro pdf com o título da proposta, resumo (300 palavras) e palavras-chave (máx.5). Em caso de apresentação visual ou performativa, pede-se que sejam incluídas até 5 imagens ou um link para conteúdos audio ou vídeo. Pede-se que não seja incluído o nome neste segundo ficheiro e materiais anexados.

Keynote speakers:
Catherine Queloz e Liliane Schneiter (confirmado)[Segundo keynote speaker a ser confirmed]

Mesa redonda sobre a colaboração nas artes em Portugal:
António Olaio (artista e professor, Universidade de Coimbra)
José Maia (artista e professor, Universidade do Porto)
Rita Fabiana (curadora, Fundação Calouste Gulbenkian)
Sandra Vieira Jürgens (curadora e professora, IHA, DHA, FCSH. Universidade NOVA de Lisboa)

Chamada de trabalhos: 15 de Abril – 15 de Junho, 2019

Data da Conferência: 19-20 de Novembro, 2019

Inscrição:
Submissão de propostas: gratuita
Inscrição regular: 40,00€
Inscrição estudante: 30,00€
Público: entrada livre

Organização:
Instituto de História da Arte – IHA, FCSH, Universidade NOVA de Lisboa
Instituto de Comunicação da NOVA – ICNOVA, FCSH, Universidade NOVA de Lisboa
Instituto de Filosofia da NOVA – IFILNOVA, FCSH, Universidade NOVA de Lisboa

+info: https://camposdecolaboracao.wixsite.com/home
camposdecolaboracao@gmail.com

2019-10-18T17:01:54+00:00