Há um novo festival de tecnologia e arte em Lisboa – Reboot

O festival Reboot irá decorrer entre os dias 10 e 13 de Outubro, no Palácio Baldaya, em Benfica, Lisboa. Este Reboot é um convite à especulação, à crítica, a uma produção científica refrescante e a intervenções artísticas transdisciplinares, livres de formalidades. Em 4 dias, “reiniciaremos” todos os participantes através de uma exposição, palestras e um simpósio doutoral.

A exposição, que estará aberta ao público durante os 4 dias do festival, contará com obras aclamadas de artistas internacionais e nacionais reconhecidos, como Ben Grosser (Computers Watching Movies) ou Pedro M. Cruz (“Simulated dendrochronology of U.S. immigration (1830-2015)”), bem como obras novas, algumas criadas especificamente para o Reboot, nas quais se procura cruzar arte, ciência e tecnologia.

A keynote do evento está a cargo de Larry Shea, professor da Universidade Carnegie Mellon, que abordará temas, tais como o uso de tecnologias VR/AR/XR em storytelling e performances artísticas numa talk intitulada “There’s No Place Like Phone: AR, digital infrastructures, and performance”. As outras palestras serão dadas pelo designer, músico e professor Miguel Carvalhais – “Computation, Replication, Art”, e pela artista e professora Maria Mire – “Moving Image and Media Archaeology: The Werner Nekes’ Collection”.

O festival Reboot é organizado pelo programa doutoral em Media Digitais, fruto de uma colaboração de mais de 10 anos entre a Universidade do Porto e a Universidade NOVA de Lisboa, através da NOVA FCSH e da FCT.

A participação no Reboot é gratuita e todos são bem-vindos. No entanto, é necessário fazer um registo de interesse no site do festival caso se pretenda assistir às palestras.

Mais informação sobre o festival aqui.

Programa do festival

2019-10-18T20:37:30+00:00