Paulo Filipe Monteiro debate Bernardo Santareno na Fundação Calouste Gulbenkian

Paulo Filipe Monteiro, professor da NOVA FCSH e coordenador do GI Performance & Cognição do ICNOVA, modera no próximo dia 18 de janeiro das 10h às 18h, no Auditório 2 da Fundação Calouste Gulbenkian a conferência “Eu creio que, na verdade, é aos encenadores que compete o mais importante papel na luta por um teatro popular” no colóquio  “É no Homem, nas suas urgentes e sangrentas ansiedades, que está a raíz da atual criação dramática”.

Este colóquio constitui a abertura das Comemorações do Centenário do Dramaturgo Bernardo Santareno, considerado por alguma Crítica como “o maior Dramaturgo português do século XX”.

Com a curadoria de Fernanda Lapa, Diretora da “Escola de Mulheres – Oficina de Teatro”, o evento reúne outras personalidades quer do meio teatral quer do meio académico.

A entrada é livre

Local – Anfiteatro 2 da Fundação Calouste Gulbenkian
Data – 18 de janeiro de 2020 das 10h às 18h

Organização – Fundação Calouste Gulbenkian/Associação Portuguesa de Escritores/Escola de Mulheres-Oficina de Teatro

10 h – Sessão de Abertura
Ministra da Cultura – Dra. Graça Fonseca
Representante Gulbenkian, Representante APE/Presidente Dr. José Manuel Mendes e Representante da Escola de Mulheres-Oficina de Teatro/ Fernanda Lapa

10h 30m/11h 10m – Conferência de Abertura Susana Moura – “Bernardo Santareno: Teatro, Utopia, Performatividade”

Eu creio que, na verdade, é aos encenadores que compete o mais importante papel na luta por um teatro popular
11h 20m/13h
Iº painel – Moderador- Paulo Filipe Monteiro. Oradores – Graeme Pulleyn, Miguel Moreira, Nuno Carinhas, Álvaro Garrido.

Intervalo Almoço

O texto de uma peça pode ser belo através da leitura, mas nunca, uma coisa que nasce para ser gritada, é tão bela como quando a podemos sussurrar

14h 30m/15h 30m
2º painel – Moderador Ruy Malheiro. Oradores – José Manuel Mendes (APE), Júlio Gago, José Manuel Vasconcelos (APE). Carina Infante do Carmo (APE)

O Homem de Teatro necessita do público de uma maneira carnal, pois o Teatro é, em si mesmo, a expressão artística mais carnal de todas

15h 35m/16h 35m
3º painel
Moderador – Fernanda Lapa. Oradores -Vicente Batalha, Carlos Avilez, Luís Castro, Antonino Solmer.

17h/18h
Documentário de Luís filipe Costa “Bernardo Santareno Português, Médico, Escritor”
Encerramento

https://gulbenkian.pt/agenda/centenario-de-bernardo-santareno/

2020-03-30T11:24:17+00:00