‘Slow Cinema’: das salas de cinema às galerias de arte, por Tiago de Luca (Universidade de Warwick)

Está agendado para o próximo dia 10 de fevereiro (18h), no Auditório 3 da NOVA FCSH mais um ciclo do Seminário Permanente do GI Performance & Cognição do ICNOVA.

Neste seminário, Tiago de Luca, docente de cinema na Universidade de Warwick, Inglaterra, pretende traçar um panorama do que ficou comummente conhecido por ’slow cinema’, examinando por um lado a estética cinematográfica à qual o termo ficou atrelado e suas raízes históricas, e por outro o seu surgimento como um discurso contemporâneo da crítica de cinema anglófona. Pretende também demonstrar que o aparecimento do ‘slow cinema’ enquanto uma tendência do cinema global no século XXI responde diretamente à ideia de que o cinema enquanto experiência tradicional coletiva nas salas escuras gradualmente se desfaz, dando lugar às experiências ambulantes e fugazes associadas com a fruição de imagens em movimento nos museus e galerias de arte. A título de ilustrar este argumento, Tiago de Luca debruçar-se-á sobre o trabalho do diretor malaio Tsai Ming-liang, cuja percurso nas duas últimas décadas demonstra tal fenómeno de forma programática.

Tiago de Luca é professor de cinema na Universidade de Warwick, Inglaterra. É autor de Realism of the Senses in World Cinema: The Experience of Physical Reality (2014) e editor (com Nuno Barradas Jorge) de Slow Cinema (2016). Seus artigos já foram publicados em numerosas revistas, incluindo Cinema JournalScreenAnikiDiscourse and NECSUS. Atualmente está finalizando o seu próximo livro, Envisioning the World in Film and Media.

2020-03-30T11:19:13+00:00