Encontros com o GT de Públicos e Audiências | 25 de março, 14h

(transmissão e participação por videoconferência neste link)
Orgs: Maria José Brites e Marisa Torres da Silva (GT Públicos e Audiências)

Os Encontros com o GT de Públicos e Audiências surgem da vontade de membros do GT de Públicos e Audiências da SOPCOM cruzarem as dimensões deste grupo de trabalho com outras áreas adjacentes a outros GTs da SOPCOM.

Para 2021, estão previstas quatro sessões nestes Encontros com o GT de Públicos e Audiências. A primeira está agendada para dia 25 março, 14h-15h30, e procura articular temáticas associadas aos GTs de Rádio e Meios Sonoros e Comunicação Intercultural com a dimensão dos Públicos e Audiências.

A sessão contará com duas comunicações asseguradas por Luís Bonixe (Instituto Politécnico de Portalegre e ICNOVA) e Manuel Antunes da Cunha (Universidade Católica Portuguesa/Braga e membro do Centro de Estudos Filosófico-Humanísticos), seguidas de debate.

Programa

14h – Boas vindas e apresentação (Maria José Brites e Marisa Torres da Silva)

14h10 – Estratégias e práticas do podcasting nos media portugueses (Luís Bonixe)

14h30 – Os Portugueses em França (1966-2016): entre injunções identitárias, discursos mediáticos e trajetórias plurais (Manuel Antunes da Cunha)

14h50 – Espaço para debate

 

Resumos das comunicações

Estratégias e práticas do podcasting nos media portugueses (Luís Bonixe)

O crescimento do podcasting representa um renascimento da comunicação sonora, depois dos já longínquos anos de ouro da rádio. As previsões que constam no Reuters Digital News Report para 2021 apontam para a continuação da tendência de crescimento da oferta de podcasts. O cenário português está, também, cada vez mais povoado e os podcasts, resultantes da produção independente ou criados no contexto das organizações mediáticas, estão a ganhar popularidade junto das audiências. Em Portugal, segundo o Reuters Digital News Report, 34% dos inquiridos escutaram um podcast por mês em 2019. Nesta comunicação, pretendemos lançar um olhar sobre a prática dos media portugueses em relação à oferta de podcasts, procurando refletir sobre o diálogo com os públicos e as estratégias que suportam a política de criação deste tipo de conteúdos sonoros.

Os Portugueses em França (1966-2016): entre injunções identitárias, discursos mediáticos e trajetórias plurais (Manuel Antunes da Cunha)

A partir da reflexão e dos conceitos trabalhados por Erving Goffman (quadro, representação, interação, identidade e estigma), apresentamos uma síntese dos processos de produção, circulação e receção de conteúdos mediáticos alusivos à emigração portuguesa, quer em França, quer em Portugal, no decurso dos últimos 50 anos. O corpus da pesquisa é constituído por uma emissão radiofónica (1966-1992) e conteúdos difundidos pela televisão francesa (1966-2016), por um lado, assim como a programação da RTP Internacional (desde 1992) e a emissão “Portugueses pelo Mundo” (desde 2010), por outro. Confrontamos os discursos veiculados pelos media de espaços socioculturais distintos e a receção dos mesmos por parte dos (e/i)migrantes lusos. Em suma, a análise alicerça-se em três polos complementares: os imaginários nacionais (representações sociais), a produção mediática (conteúdos narrativos) e as práticas/discursos dos públicos (receção).  

 

Notas biográficas

Luís Bonixe é doutorado em Ciências da Comunicação, com especialização em Jornalismo pela FCSH – Universidade Nova de Lisboa. É autor de dois livros sobre jornalismo radiofónico. Publicou vários capítulos e artigos em revistas nacionais e internacionais sobre rádio, jornalismo, jornalismo local e jornalismo online. É professor de jornalismo no Instituto Politécnico de Portalegre e investigador do ICNova. Foi membro fundador do Grupo de Trabalho de Rádio e Meios Sonoros da Sopcom, ao qual ainda pertence. É membro fundador do projeto REC-Repórteres em Construção que junta em rede vários cursos de jornalismo em Portugal. Integra atualmente a equipa do projeto “Academia da Leitura do Mundo: o jornalismo, a comunicação e eu” da Fundação Calouste Gulbenkian.

Manuel Antunes da Cunha é Professor Auxiliar convidado da Universidade Católica Portuguesa (Braga) e membro do Centro de Estudos Filosófico-Humanísticos (CEFH). Coordena o Mestrado em Comunicação Digital e a pós-graduação em Comunicação no Futebol Profissional, (UCP-Liga de Portugal). Colabora regularmente com a Universidade Clermont-Auvergne e o Institut Français de Presse (Paris). Doutorado em Ciências da Comunicação (Universidade Panthéon-Assas, Paris 2), tem dedicado a sua investigação à produção e receção dos discursos mediáticos relativos à emigração portuguesa. A sua tese de doutoramento, editada pela Presses Universitaires de Rennes, foi primada com a menção honrosa do Prix national de la recherche de l’Inathèque de France 2009. É autor de duas dezenas de artigos científicos e outras tantas comunicações em eventos e congressos nacionais e internacionais. 

2021-03-19T12:04:44+00:00