Seminário Permanente de Performance e Cognição | dia 17 de Maio (18h00- 20h00)

A próxima sessão do Seminário Permanente de Performance e Cognição irá acolher o lançamento do ebook Arte da Performance, made in Portugal, de Cláudia Madeira (ICNOVA) da colecção de ebooks do ICNOVA.

A sessão, será apresentada e moderada por Paulo Filipe Monteiro (ICNOVA/ NOVA FCSH), e a colecção de ebooks ICNOVA será apresentada por Maria Lucília Marcos (ICNOVA/NOVA FCSH). Na mesa-redonda estarão presentes, Cláudia Madeira e os convidados: Fernando Matos de Oliveira (FLUC), Juan Albarran (Universidade Autónoma de Madrid/ Espanha). e Paulo Reis (Universidade Federal do Paraná/Brasil).

 

O livro Arte da Performance, made in Portugal. Uma aproximação à(s) história(s) da arte da performance portuguesa” (https://www.icnova.fcsh.unl.pt/arte-da-performance-made-in-portugal/)  pretende contribuir para uma aproximação às histórias da Arte da Performance em Portugal,  essa “história-sem-história”, como afirmava Ernesto de Sousa, que se encontra na actualidade em processo de construção e a ganhar visibilidade, quer por via de exposições retrospectivas que têm apresentado alguns artistas e registos deste género artístico, quer por via de um retomado interesse por parte de novas gerações de artistas, performers, curadores e de investigadores. Este livro agora apresentado pelo ICNOVA, fruto dessa investigação continuada na NOVA FCSH, propõe uma aproximação às histórias da arte da performance made in Portugal, elas próprias no seu caráter “performativas” e “especulativas”, compondo uma leitura aproximada sobre os seus ciclos na História, as suas múltiplas e híbridas ontologias, as relações imbricadas e hibridismos entre a arte da performance e a performatividade social dos portugueses e, ainda, a necessidade iminente da sua documentação num arquivo por vir.

Link do Zoom: https://videoconf-colibri.zoom.us/j/82365921694?pwd=VmMvbWZmcS9ZR1BqOVFwVlV1S2ZSdz09
ID da reunião: 823 6592 1694 | Senha de acesso: 051395

 
 

Cláudia Madeira –Professora Auxiliar da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, onde é investigadora integrada no grupo Performance & Cognição do ICNOVA. Realizou o pós-doutoramento intitulado Arte Social. Arte Performativa? (2009-2012) e o doutoramento em Sociologia sobre Hibridismo nas Artes Performativas em Portugal (2007) no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. Professora e Autora de temáticas ligadas à performance,  teatro e dança, e à performatividade e ao hibridismo artístico na sua relação com o social.

CVhttps://www.cienciavitae.pt/portal/DB16-ABBD-9BFDcm

Fernando Matos Oliveira – Professor Associado no Departamento de História, Estudos Europeus, Arqueologia e Artes da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, onde integra a ‘Secção de Artes’. Coordena o Doutoramento em Estudos Artisticos e é membro integrado do Centro de Estudos Interdisciplinares do Séc. XX (CEIS20). Principais áreas de interesse: Estudos Teatrais e Performativos; Literatura Portuguesa Moderna e Contemporânea. É Diretor do Teatro Académico de Gil Vicente (2011-) e coordena a coleção Dramaturgia da Imprensa da Universidade de Coimbra.

CV: https://apps.uc.pt/mypage/faculty/fmatos/pt

Juan Albarrán – Professor do Departamento de História e Teoria da Arte da Universidade Autónoma de Madrid. As suas linhas de pesquisa e docência centram-se nas teorias e práticas artísticas contemporâneas, tendo vindo a dedicar-se especialmente à análise das relações entre arte e política em Espanha no período da transição para a democracia, em áreas como a arte da performance, as teorias da fotografia e as representações da tortura na cultura visual contemporânea. Sobre estes temas, escreveu os livros: Disputas sobre lo contemporâneo. Arte español entre el antifranquismo y la postmodernidad (2019); Performance y arte contemporáneo. Discursos, prácticas, problemas (2019); editou os dois volumes colectivos Arte y transición (2012 e 2018); Llámalo Performance: historia, disciplina y recepción (com Iñaki Estella, 2015) e Ensayo/Error. Tentativas interartísticas en el Estado español(com Rosa Benéitez, 2018).

Paulo Reis (Curitiba/Brasil – 1962) – Professor do Departamento de Artes da Universidade Federal do Paraná. Tem pesquisas ligadas à história da arte brasileira, performance e curadoria. Publicou Arte de Vanguarda no Brasil – anos 60 (2006) e O Corpo na Cidade – Performance em Curitiba (2009).

2021-05-07T10:53:51+00:00