O Corpo contraconduta

A VI Jornada dos Grupos de Pesquisa em Semiótica promovida pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, contou com a comunicação “Corpo contraconduta: especificidades comunicacionais nas semioses do corpo em imagens de protesto”, de Danielle Miranda, doutoranda do ICNOVA e membro do Núcleo Corporalidades, do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. A autora focou-se nos regimes de significação do corpo numa semiosfera dos protestos anti-opressão, com base em imagens de propaganda em ambiente digital, e nas relações semióticas entre comunicação e corporalidades.

2021-10-11T10:44:21+00:00