O impulso fotográfico: medindo as colónias e os corpos colonizados2020-12-11T12:32:20+00:00

O impulso fotográfico: medindo as colónias e os corpos colonizados. O arquivo fotográfico e fílmico das missões portuguesas de geografia e antropologia

Coordenação: Maria Teresa Mendes Flores

REfª: PTDC/COM-JOR/29608/2017
Financiamento: FCT
Data de início: 03/09/2018
Data de fim: 02/09/2021
Site

Equipa de Projecto: Margarida Medeiros, Fernando Cascais and Maria Teresa Cruz, Victor Flores, Filipa Lowndes Vicente, Teresa Castro, Conceição Casanova, Catarina Mateus.

Palavras chave:

Sumário:
“Photo Impulse” é outro dos projetos financiados, no ICNNOVA. Teresa Mendes Flores é a investigadora principal e principal proponente do projeto que tem por objetivo estudar os álbuns de fotografias e os filmes produzidos pelas missões de Geografia e Antropologia, entre finais do século XIX e o início dos anos 1970. A grande maioria destas imagens pertencem ao Museu Nacional de História Natural e da Ciência (MNHNC), da Universidade de Lisboa, instituição parceira da FCSH, neste projeto. “O impulso fotográfico: medindo as colónias e os corpos colonizados. O arquivo fotográfico e fílmico das missões portuguesas de geografia e antropologia” visa contribuir para a inovação na área de pesquisa sobre o património cultural, no campo científico da história e da teoria da fotografia e do filme científicos, e para a crítica pós-colonial no campo das imagens. Pretende alcançar-se este objetivo associando as mais recentes tendências da historiografia destes media, que assentam numa perspetiva cultural e crítica, e as vantagens trazidas pelo uso das TIC (tecnologias da informação e comunicação). Esta aliança vai permitir não apenas encontrar novas dimensões heurísticas e considerações teóricas sobre as coleções de fotografia e filme sob estudo, como criar novas oportunidades de as mostrar a mais pessoas e a audiências mais diversificadas.

Da equipa de investigação fazem parte investigadores e investigadoras de diversas instituições. Da FCSH, participam  Margarida Medeiros, como co-investigadora principal, Fernando Cascais e Maria Teresa Cruz, ambos com grande experiência neste tipo de projetos, bem como, da ULHT, Victor Flores, do ICS, Filipa Lowdens Vicente, da Université Sorbonne Nouvelle, Teresa Castro, da FCT-Nova, Conceição Casanova, e do MNHNC, Catarina Mateus.